top of page

Alunos de Etecs celebram boas notas na redação do último Enem

Resultado da avaliação de texto do Exame Nacional do Ensino Médio animou estudantes; incentivo à leitura é considerado chave na conquista de boas pontuações



Conquistar uma vaga em medicina é o objetivo de Luís Fernando Ulian Martins, recém-formado no Ensino Médio Integrado ao Técnico em Administração na Escola Técnica Estadual (Etec) Pedro Bradan, de São Joaquim da Barra. Falta pouco para essa conquista. No Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), ele garantiu 980 pontos em redação, 909,8 pontos em matemática e teve 814 pontos como nota final. “Fiquei extremamente orgulhoso dessa pontuação”, conta. “Estou em sétimo lugar na primeira parcial de medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), atingi a nota de corte de inúmeras universidades federais e tenho muita chance de ser aprovado no curso dos meus sonhos.”

Luis Fernando explica como chegou a uma redação quase perfeita. “Com certeza ter me saído bem na redação fez muita diferença na minha nota final”, afirma. “Eu escrevia no mínimo uma redação por semana e diversificava os temas. Corrigia atentamente e, na maioria das vezes, eu reescrevia os textos para ter certeza de que o erro não existia mais.”

Assim como o futuro estudante de medicina, inúmeros candidatos dedicam boa parte do tempo de preparo para o Enem a treinar produção do texto dissertativo-argumentativo. É o caso da Heloiza Cristina de Lima Coelho, que acaba de encerrar o Ensino Médio Integrado ao Técnico em Alimentos, na Etec Benedito Storani, de Jundiaí. Ela alcançou nota 960 na redação do exame.

O resultado veio por ter aproveitado os ensinamentos das aulas de redação na escola e por ter recebido o apoio da professora Regina Tavares. “Ela nos dava muitas dicas durante as aulas, nos incentivava e ajudava nas correções”, conta Heloiza. Além do preparo ao longo do Ensino Médio, ela dedicou a semana pré-Enem para treinar redações dos exames passados e focar na leitura das muitas avaliações com nota 1000. “Eu tentei tirar o máximo de proveito da estrutura desses exemplos e senti facilidade com o tema, pois é um assunto em alta e muito discutido na sociedade”, relembra a estudante que pretende cursar Ciência da Computação.

As notas de estudantes divulgadas neste mês referem-se às provas realizadas em novembro. O tema da redação foi Desafios para o enfrentamento da invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pela mulher no Brasil.


Leitura como aliada


Nas Etecs de todo Estado de São Paulo a leitura é uma habilidade muito exercitada. Prova disso foi o resultado alcançado no Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa). No início de dezembro, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgou os resultados do exame, que avalia os conhecimentos de jovens de 15 anos de vários países em Matemática, Leitura e Ciências. A prova foi realizada em 2022. Esses dados são comparáveis ao Pisa for Schools (Pisa-S), no qual as Etecs foram avaliadas em 2021.

Estudantes das Etecs obtiveram médias iguais ou superiores às de jovens de países que integram a OCDE. A análise dos resultados indica que a média dos alunos das Escolas Técnicas em Leitura é 515, enquanto a dos países da OCDE, na mesma competência, é 476 e a do Brasil, 410.

Para o professor de redação da Etec Novo Horizonte Renato José Marin, a leitura é uma das chaves do sucesso do Enem. “Alunos que leem bem tendem a escrever bem. São processos indissociáveis. Sempre dizemos aos alunos que a prova de redação não começa na escrita, mas, sim, na leitura com a correta compreensão do recorte temático.”

Além das aulas de Renato, a Etec de Novo Horizonte também conta com as aulas de Patricia Liana Floriano Osti. A docente acrescenta que a leitura contribui para o domínio da interpretação de texto. Com isso, os alunos conseguem desenvolver clareza sobre as informações apresentadas, construir argumentos e relacionar repertório para a construção de uma boa redação sem fugir do tema.

A dupla de professores está à frente do Projeto Redação, que tem como ponto de partida os anos iniciais do Ensino Médio. “Ao longo dos três anos trabalhamos com diversos temas e práticas de escrita nos moldes da prova e realizamos simulados e atividades semanais voltadas às cinco competências avaliadas na redação do Enem”, explica.

Patrícia considera que o projeto motiva os alunos a analisar como relacionar o repertório sociocultural ao tema, interpretar os textos motivadores, construir bons argumentos. “No final, fazemos uma devolutiva comentada dos textos que são entregues.” O resultado de toda essa preparação é visível. A unidade celebra a conquista dos seus alunos com várias boas notas, muitas delas acima de 900 pontos. Confira na página da unidade no Instagram.


Etecanos’ comemoram


Notas de redação próximas da máxima do Enem foram registradas nas Etecs de todo o Estado. Pelo Instagram, muitos compartilharam orgulhosos suas pontuações. Alguns exemplos são Cesar Rodrigues (980), da Etec Presidente Vargas, de Mogi das Cruzes; Bianca Carmelutti (980), da Etec Professora Maria Cristina Medeiros, de Ribeirão Pires; Flávia Pereira Parente (940), da Etec Itaquera II, da Capital; e Kelen Torrez (920), da Etec Sebrae, também da Capital.


Коментари


Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
bottom of page